14/09/2014

Micro e pequenas empresas poderão contratar aprendizes por meio do Pronatec

Comentários

As micro e pequenas empresas poderão contratar jovens aprendizes por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego, Pronatec Aprendiz. O credenciamento e certificação dos estudantes que serão encaminhados como aprendizes às micro e pequenas empresas serão custeados com recursos do programa federal.

A ampliação do Pronatec Aprendiz foi anunciada pelos ministros da Educação, José Henrique Paim; do Trabalho, Manoel Dias, e da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Guilherme Afif Domingos.

Segundo Afif, com o acesso ao Pronatec Aprendiz, as micro e pequenas empresas poderão contratar jovens trabalhadores e ajudá-los a entrar no mercado de trabalho. “Pelo menos 97% das empresas do país são micro e pequenas. A microempresa é uma macrofamília, é um ambiente onde o jovem aprendiz vai ter uma visão empreendedora. A micro e pequena empresa é o ambiente quase que ideal para esse programa de trabalho”, avaliou.

De acordo com o Ministério da Educação, responsável pelo programa, há parcerias em pelo menos 17 estados para oferta de cursos relacionados ao trabalho de aprendizes. “Estamos fazendo um casamento entre interesses das micros e pequenas empresas e do país na formação desses jovens que, depois dessa experiência, vão seguir no mercado de trabalho”, explicou Paim.

As micro e pequenas empresas interessadas na contratação de jovens aprendizes deverão se inscrever no site do programa. A partir da demanda dos empregadores, serão definidas as vagas para os estudantes interessados. O Ministério do Trabalho fará a articulação entre os jovens matriculados no Pronatec e a empresa para a efetivação do contrato.

Segundo Manoel Dias, pesquisa do ministério mostra que 82% dos jovens aprendizes permanecem no mercado de trabalho após o fim dos contratos.

Assim como nas grandes e médias empresas, os jovens aprendizes contratados pelas micro e pequenas terão jornada de trabalho de 4 a 6 horas, com salário mínimo hora, e terão vínculo empregatício, com anotação na Carteira de Trabalho. Ao final do programa, que pode durar no máximo dois anos, o jovem recebe certificação técnica e poderá ser efetivado na empresa. As vagas dessa modalidade do Pronatec poderão ser ocupadas por jovens de 15 a 24 anos.

Curta e compartilhe nossas noticias !

Via-  agenciabrasil.edu

13/09/2014

Reintegra atenderá a exportadores de etanol e açúcar este ano, confirma Mantega

Comentários

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, confirmou que o Regime Especial de Reintegração de Valores Tributários para as Empresas Exportadoras (Reintegra) será expandido aos exportadores de etanol e açúcar ainda este ano. Segundo ele, um decreto será elaborado para beneficiar o setor com uma alíquota de 0,3% sobre o valor exportado. “É um crédito. No ano que vem, será 3% para todo mundo do Reintegra”, disse. O valor a ser concedido em forma de crédito tributário.

O programa tem por objetivo devolver parcial ou integralmente tributos remanescente na cadeia produtiva dos exportados em até 3% do faturamento das empresas. Com isso, há a compensação dos impostos indiretos cobrados durante a produção e que, em tese, não deveriam ser exportados – no caso, PIS e Cofins.

“Isso vai ajudar os exportadores, porque barateia a exportação brasileira e compensa uma eventual valorização do câmbio”, destacou Mantega.

A nova edição do Reintegra está na Medida Provisória 651, em tramitação no Congresso Nacional.

Curta e compartilhe nossas noticias !

Via-  agenciabrasil.edu

12/09/2014

Ebola: jovem que levou vírus para o Senegal está curado, diz diretor de Saúde

Comentários

O jovem que levou para o Senegal o único caso confirmado de vírus do ebola está curado,aunciou Pape Amadou Diack, diretor de Saúde do Ministério da Saúde senegalês. “Realizamos exames duas vezes. Ele [o doente] já não tem o vírus. Está curado”, disse.

O jovem, estudante na Guiné-Conacri –um dos três países onde o vírus está mais ativo, ao lado da Serra Leoa e da Libéria – foi tratado no Hospital Fann, em Dacar, capital do país.

Após vários falsos alarmes, o Senegal tornou-se, no fim de agosto, o quinto país a ser atingido pela epidemia da febre hemorrágica que está se espalhando na África Ocidental, com a descoberta do caso desse estudante guineense, que entrou no país antes do fechamento das fronteiras com a Guiné-Conacri, no dia 21 do mês passado.

O jovem escapou à vigilância das autoridades sanitárias da Guiné-Conacri, que alertaram o Senegal. O doente entrou em contato com 67 pessoas, monitoradas diariamente em Dacar, de acordo com o ministério. Dois casos suspeitos tiveram resultados negativos, informou a pasta.

O Senegal anunciou,a abertura de um corredor humanitário para permitir o acesso das organizações internacionais aos países atingidos pelo ebola.

O surto apareceu na Guiné-Conacri, no início do ano, antes de entrar na Serra Leoa, na Libéria e na Nigéria.

A epidemia, a mais grave desde a identificação dessa doença em 1976, já fez 2.296 mortos – dos quais mais de metade (1.224) só na Libéria – num total de 4.293 casos, de acordo com o mais recente balanço da Organização Mundial da Saúde.

Curta e compartilhe nossas noticias !

Via-  agenciabrasil.edu

11/09/2014

Projetos de ressocialização será lançado sexta-feira na cadeia pública de Barra do Garças

Comentários

O objetivo do projeto é promover a reinserção dos reclusos da Cadeia Pública de Barra do Garças

O projeto “Novos Passos”, será lançado na sexta-feira (12-09) em Barra do Garças, o projeto é uma iniciativa do Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da 1ª Promotoria Criminal, Poder Judiciário, por intermédio da 1ª Vara Criminal - juiz Bruno D' Oliveira Marquese, Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, em parceria com diversas instituições da rede socioassistencial do município.

O objetivo do projeto é promover a reinserção dos reclusos da Cadeia Pública de Barra do Garças, objetivando assegurar o fortalecimento da rede socioassistencial do reeducando.

Para Wdison Luiz Franco Mendes, promotor de justiça à execução do projeto tem duas frentes de trabalho: a primeira será realizada no interior da cadeia pública e diz respeito à inserção dos reclusos em diversas políticas públicas. Paralelo a essas atividades, serão ofertados cursos profissionalizantes, atividades de acesso à cultura, ensino regular para os recuperandos, entre outras iniciativas.

“O objetivo do projeto é favorecer a ressocialização dos recuperandos que cumprem pena na Cadeia Pública de Barra do Garças, visando promover o reingresso dos mesmos ao convívio social e a sua ressocialização por meio do acesso a diversas políticas públicas”, afirmou o promotor de Justiça.

Além das ações voltadas às políticas públicas, o projeto prevê também a disponibilização de diversos cursos profissionalizantes. Serão oferecidos, ainda, materiais esportivos, ginástica laboral e serviços de saúde contínuos. A lista de parceiros inclui a Perícia Oficial de Identificação Técnica, Secretaria de Assistência Social, Assessoria Pedagógica do Estado de MT, Defensoria Pública, Sebrae, Senai, Senac, Empaer, Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, Universidade Federal de Mato Grosso, Univar e Secretaria Municipal de Saúde.

Curta e compartilhe nossas noticias !

Via - agenciadanoticia

10/09/2014

Taques continua líder com 33,6%; Lúdio tem 22% e, Riva, 14,2%

Comentários

Instituto Mark ouviu 1.175 eleitores de 74 municípios; margem de erro é de 3%

O candidato a governador Pedro Taques (PDT) continua liderando a corrida eleitoral, com 33,6% das intenções de voto em Mato Grosso, segundo dados divulgados pelo instituto Mark.

Em segundo lugar está Lúdio Cabral (PT), com 22%. O deputado estadual José Riva (PSD) está em terceiro lugar, com 14,2%. O resultado aponta para um segundo turno no Estado.

O candidato do PSOL, José Roberto, aparece em quarto lugar com 2%. Em quinto está o jornalista José Marcondes Muvuca (PHS), com 1% das intenções de voto.

Os eleitores que não souberam, ou não responderam, somam 23%. Votos brancos e nulos, ou nenhum, representam 4,2%.

A pesquisa tem a margem de erro de 3%, para mais ou para menos, e intervalo de confiança de 95%.

Foram ouvidos 1.175 eleitores de 74 municípios, entre os dias 4 e 7 de setembro. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob protocolo MT-00076/2014.

Espontânea e rejeição

Na pesquisa espontânea, quando não é apresentada ao eleitor uma lista com nomes de candidatos, Pedro Taques também está em primeiro lugar, com 16,7% das intenções de voto.

Lúdio Cabral é o segundo, com 11,9%; e José Riva terceiro, com 7,1%. Os indecisos somam 60,6%.


O candidato mais rejeitado pelos eleitores é Riva: 20,3% dizem que não votariam nele de jeito nenhum.

Em seguida, está Muvuca, com 6,6%. Taques vem na sequência, com 5,7%; José Roberto com 4,4%; e Lúdio Cabral, com 4,4%.

Não souberam ou não responderam sobre rejeição somam 52,8%. Não responderam, brancos ou nulos somam 7%

Curta e compartilhe nossas noticias !

Via -  agenciadanoticia

18/07/2014

Festival Femina exibe filmes dirigidos por mulheres ou com temática feminina

Comentários

 trajetória de duas iranianas, Kaveh e Fariba, que tinham 20 anos e eram estudantes em 1979,  quando ocorreu a revolução islâmica no Irã, virando de cabeça para baixo seus ideais de emancipação feminina, é o tema do filme Meus sapatos vermelhos, às 19h, em sessão para convidados no CineMaison, no centro do Rio de Janeiro, a 11ª edição do Festival Internacional de Cinema Feminino – Femina. Dirigido pela cineasta Sara Rastegar, iraniana radicada na França, o longa-metragem conta como a história permanece na vida íntima de gerações, mesmo com o exílio.

Meus sapatos vermelhos volta a ser exibido amanhã, às 13h, na Livraria Cultura Cine Vitória, onde, até o próximo sábado (19), 73 produções de 31 países serão exibidas para o público, em sessões a preços populares. A programação do Femina abrange longas, médias e curta-metragens, de gêneros variados, mas que têm em comum o fato de serem dirigidos por mulheres ou de terem temática feminina.

“Este ano tivemos a grata surpresa de receber produções de países que nunca haviam se inscrito nas edições anteriores, comemora Eduardo Cerveira, curador do festival que é o primeiro do gênero no Brasil e na América Latina. Para a também curadora Paula Alves, “a seleção foi muito difícil, porque houve quase 800 inscritos para esta edição”.

A programação conta com mostras competitivas nacionais e internacionais. Terá também sessões especiais, entre elas: Programa Infantil, com curtas de animação e ficção para o público infantojuvenil; Masculino-Feminino, de filmes dirigidos por homens com temática feminina; Dividindo a Conta, com filmes co-dirigidos por homens e mulheres: e Eu Gosto É de Mulher, com filmes dirigidos por mulheres e temática lésbica.

Na mostra competitiva, filmes realizados a partir de 2012 concorrem às categorias Grande Prêmio Femina, Prêmio Especial do Júri, Melhor Direção e Melhor Destaque Feminino. São 12 filmes em competição na parte nacional e igual número na internacional. Entre eles, produções da Jordânia, Catar, Guatemala, Nicarágua e Palestina - países que participam pela primeira vez do evento.

No ano em que se rememora o cinquentenário do golpe de 1964, a homenageada especial do Femina é a diretora, roteirista e produtora Lúcia Murat, que conta em sua carreira com oito longas focados no universo feminino e uma trajetória pessoal marcada pela militância contra a ditadura militar. A Memória Que Me Contam, filme da cineasta, será exibido no sábado (19) às 17h.

O estímulo ao trabalho de jovens diretoras também é uma das preocupações do Femina. É o caso de Raquel Gandra, que teve seu curta de ficção A Gal and a Gun selecionado para uma das sessões especiais do festival. O filme, uma homenagem ao gênero noir holywoodiano, ambientado em cenários cariocas, é a primeira participação dela no Femina. “O festival é uma grande oportunidade para filmes que têm grande dificuldade de entrar no mercado, não tanto por serem de mulheres, mas por se tratarem de produções independentes”, avalia a cineasta.

As relações de gênero no campo audiovisual são também tema de um seminário que o Femina promove, de quarta-feira (16) a sexta-feira (18), das 11h às 14h, também na Livraria Cultura Cine Vitória. A programação completa do festival e os horários das sessões estão disponíveis no site www.feminafest.com.br ou no Facebook.

Curtam e compartilhem nossas noticias!
Via --> Paulo Virgilio - Repórter da Agência Brasil

17/07/2014

Brasil deve se preparar para se beneficiar de mudanças na economia chinesa

Comentários

Relatório do Banco Mundial (Bird), mostra que o Brasil precisa se preparar muito para conseguir se beneficiar do desenvolvimento chinês. Segundo o conselheiro econômico do Bird, Jorge Araújo, com a caminhada da China para a elevação do nível de sofisticação das suas exportações, pode haver uma demanda por bens de consumo mais tecnológicos e por serviços.

Segundo o relatório Implicações de uma China em Transformação: Oportunidades para o Brasil?, apesar de a China estar diminuindo as taxas de crescimento e seguindo para um desenvolvimento equilibrado, vai continuar sendo um território com boas oportunidades. “O que quisemos apontar neste relatório é que para o Brasil aproveitar o momento da China vai ter que fazer o dever de casa. Do jeito que o Brasil anda, teria problemas para penetrar nesse mercado”, explicou Araújo.

Questões de logística, transporte e política tributária, qualidade de prestação de alguns serviços, estão entre os entraves brasileiros. Além disso, segundo Araújo, o Brasil está sofrendo uma tendência ao investimento de recursos em setores de serviço de baixa produtividade.

O documento ressalta ainda que a procura chinesa por produtos agrícolas e alimentares pode crescer de 11% a 13% até 2030. Com relação ao setor de manufaturas, no qual o Brasil e a China concorrem, o impacto na economia brasileira vai depender da adaptação do mercado brasileiro à concorrência de alto nível dos chineses.


Curtam e compartilhem nossas noticias!
Via --> Aline Leal - Repórter da Agência Brasil